Anúncios

Boas Noticias – Obama e seu compromisso ambiental


barack_obamaO Obama, o presidende dos Estados Unidos está disposto a limpar a imagem de vilão do meio ambiente. Obama já investiu mais de 50 bilhões de dólares para estimular a geração de energia limpa e colocou limites na emissão de gases poluentes.

A Revista EXAME entrevistou o americano Lester Brown, Presidente da ONG Earth Policy Intitute, Veja a entrevista sobre o asunto:
Qual sua avaliação sobre as primeiras medidas de Barack Obama na área ambiental?
É positiva. Além de medidas como controles mais rigorosos de emissão de poluentes, Obama trouxe para sua equipe pessoas comprometidas com a questão do aquecimento global. Uma delas é o físico John lesterHoldren, professor de política ambiental de Harvard, que foi nomeado conselheiro científico do governo.

A política ambiental de Obama é boa para a economia americana?
O país precisa de novos postos de trabalho e o presidente está investindo na criação de “empregos verdes”, fortalecendo a economia com o desenvolvimento de fontes renováveis de energia. Dessa forma, nos próximos meses, vão surgir muitas novas ocupações em setores como o da indústria de energia eólica.

Quais setores podem perder com a nova orientação?
Uma das indústrias que serão afetadas é a de carvão. Hoje, há um movimento nos Estados Unidos de parar com a construção de usinas termelétricas. Outro indicador interessante é que um número grande de firmas de investimentos de Wall Street já rebaixou as ações das empresas ligadas ao setor.

Obama poderá realmente mudar a mentalidade dos americanos em relação ao consumo de petróleo?
A crise global vai acelerar o processo de conscientização. Obama tem deixado claro que, se houver um rompimento sério no fornecimento de petróleo em razão de uma revolução na Arábia Saudita, a economia americana poderá desacelerar ainda mais.

Mas a crise global tem provocado queda no preço do petróleo. Isso não pode desestimular o uso de energias limpas?
O preço baixo do petróleo não é garantido para sempre. Os especialistas já argumentam que a cotação do barril nos próximos anos pode chegar a valores ainda mais altos do que na metade do ano passado, quando atingiu 140 dólares.

O senhor acredita que o etanol brasileiro pode ser beneficiado com a nova política energética americana?
O Brasil já exporta etanol para os Estados Unidos e com a nova política pode ocorrer um aumento no volume de vendas. Mas não acho que os Estados Unidos utilizarão o etanol na mesma escala que o Brasil. Há outras fontes energéticas que parecem muito mais promissoras para a economia americana, como a eólica.

A recessão pode ajudar a reduzir o problema do aquecimento global?
A desaceleração dos negócios no mundo está claramente provocando uma redução substancial no uso de energia e, consequentemente, na emissão de gases poluentes. Mas o colapso da economia não é a solução para o aquecimento. Precisamos reestruturar a cadeia de produção global de energia para reduzir a emissão de gases poluentes de modo que não crie muito sofrimento econômico.

Fonte: Planeta Sustentável

By: Áulus Silva

Anúncios
Categorias: Boas Noticias, Noticias, Papo Sério, Responsabilidade Ambiental | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: