Anúncios

Pensamentos

Curiosidades – Porque o Natal não é a data do nascimento de Jesus.

No dia 25 de dezembro se comemora o Natal nascimento de Cristo.

Mas o que muitos não sabem é que Jesus não nasceu nessa data, e muitos séculos antes de sua aparição a comemoração já existia, só que voltada pra outro deus o Sol. Quando chegava ao fim o solstício de inverno as populações pagãs, que mais tarde foram convertidas ao cristianismo, comemoravam a volta, renascimento do Sol. Assim  alguns escritores cristãos primitivos ligaram o renascimento do sol com o nascimento de Jesus.

Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro: Segundo a Bíblia, Lucas 2:8 diz: “Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam os seus rebanhos, durante as vigílias da noite.”Isso não pode ter acontecido porque dezembro é a época de inverno costuma chover e nevar na região da Palestina portanto não havia pastagem e os pastores tiravam seus rebanhos dos campos em meados de outubro o que tornava impossível a permanência dos mesmos com seus rebanhos durante as frígidas noite, no campo. A data do nascimento de Jesus é desconhecida.

A Igreja precisava ter suas festas pra obter mais seguidores, paganizando o cristianismo, a fim de manter satisfeitas as mentes carnais do povo deu nomes cristãos a festas pagãs já existentes, essas festas pagãs comemoravam o poder reprodutivo da natureza, eram acompanhadas de bebedeiras e orgias. Pregadores cristãos, protestaram contra a forma indecente com que se celebrava o nascimento de Cristo, enquanto os cristãos da Mesopotâmia acusavam os irmãos ocidentais de idolatria e de culto ao Sol, por aceitarem como Cristã a festividade pagã. Com a aprovação dada por Constantino para a guarda do nome domingo (sunday), dia em que os pagãos adoravam o Sol, e identificar o filho de Deus como o Sol físico, proporcionou a esses pagãos do século IV, agora convertidos ao cristianismo, o pretexto necessário para chamar a festa de 25 de dezembro (dia do nascimento do deus-Sol) de dia do nascimento do filho de Deus. “Ó, quão maravilhosamente agiu Providência que naquele dia em que o sol nasceu…Cristo deveria nascer”, Cipriano escreveu.. Ou seja, o Natal é a mesma festa de comemoração ao nascimento do sol só foi alterado o seu nome.

Mudanças feitas do Natal Pagão pra o Cristão:

A árvore de Natal:

É considerado por alguns como uma “cristianização” da tradições e rituais pagãos em torno do solstício de inverno, que incluía o uso de ramos verdes, além de ser uma adaptação de adoração pagã das árvores. A origem da árvore de Natal vem da antiga Babilônia, segundo a mãe-esposa de Ninrode, ela alegava que um grande pinheiro havia nascido da noite para o dia de uma árvore morta que para ela simbolizava o desabrochar da morte de seu marido para uma nova vida. E, todo ano, no dia de seu aniversário de nascimento ela alegava que Ninrode visitava a árvore “sempre viva” e deixava presentes nela.

Papai Noel:

Na verdade São Nicolau, um bispo romano que viveu no século V, entre outros atributos dado ao santo, ele foi associado ao cuidado das crianças, a generosidade e a doação de presentes, suas dádivas oferecidas as escondidas, às três filhas de um cidadão empobrecido. Sua festa em 6 de dezembro passou a ser comemorada em muitos países com a troca de presentes. Com o passar do tempo essa comemoração se fundiu com o dia 25 passando a se adotar também no Natal essa prática de se dar presentes “às escondidas”.

A Coroa:

Que enfeita as portas de tantos lares, é de origem pagã, celebração memorial à vitalidade do mundo vegetal, as vítimas que eram sacrificadas aos deuses pagãos, e aos esportes. São porta de entrada de deuses. Razão pela qual, em geral, se colocam as guirlandas nas portas, como sinal de boas vindas.

Velas:

O Uso de velas é um ritual pagão dedicado aos deuses ancestrais. A vela acendida está faz renascer o ritual dos solstícios, mantendo vivo o deus sol. Mais recentemente, em lugar das velas passou-se a adotar velas elétricas, velas à pilha, e, finalmente, as luzes mas o sentido é o mesmo.

Presépio:

É um estímulo à veneração das imagens e à idolatria os adereços encontrados no chamado presépio são simbologias utilizadas na festa do deus sol. O presépio é um altar a Baal, consagrado desde a antiga babilônia.

Minha intenção não é dizer que comemorar o Natal é errado, pois essa é uma escolha que todos nós podemos fazer, mas é importante procurar saber os reais significados, causas, ou qualquer outro motivo de se comemorar algo, porque nem sempre o que nos ensinam é certo ou verdadeiro  de modo geral. Tendo em vista que a mídia, as empresas e lojas acabam distorcendo o significado que muitas  das famílias procuram em comemorar o Natal sendo a Ceia , músicas natalinas, festas de igreja, uma refeição especial, priorizando troca de presentes e cartões, exibição de decorações diferentes para gerar lucros. Levando em conta que as pessoas erroneamente comemoram o nascimento de Cristo nessa data, seria contraditório comemora-la com morte de animais inocentes e excesso de bebidas alcoólicas

Fonte 1  Fonte 2 Fonte3 Fonte4

Anúncios
Categorias: Coisas Interessantes, Cultura, Curiosidades, História, Pensamentos, Pesquisas | Tags: , , , , , | 8 Comentários

Pensamentos – John Lennon – Nos fizeram acreditar

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”: duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

Autor: John Lennon

Categorias: Cultura, Pensamentos | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: